MÃOS ESTENDIDAS

Quem nunca passou por um momento de dificuldade?

E nestes momentos de fragilidade encontrou alguém que lhe estendesse as mãos para ajudar, sem pedir nada em troca, seja sendo um ouvinte das angustias ou simplesmente oferecendo o conforto de um abraço, assim, sem voz, apenas o significado de uma atitude em busca de promover alívio e conforto. Um momento em que a percepção do contexto fosse causadora de um desespero enorme, por não enxergar saídas, em que, de repente, alguém se aproximasse e trouxesse de volta as esperanças esquecidas e abandonadas.

Você já se sentiu assim, completamente sem saída?

Em uma observação particular, penso muito sobre as mãos estendidas até aqui em minha vida, sem elas o meu trajeto até poderia ser o mesmo, mas com certeza o meu caminhar seria muito mais penoso.

A vida tem momentos em que se apresenta como um asfalto quente, daqueles que fritam a nossa pele se ousarmos atravessá-lo descalços, mas atravessamos mesmo assim, descalços e desprevenidos, não sei bem se por resultado de escolhas ou se por não termos escolhas. O fato é que sofremos as queimaduras e, vez ou outra, alguém oferece um calçado, antes que possamos nos queimar, é como se alguém já tivesse feito a mesma travessia e soubesse, antes que nós mesmos, que precisaríamos nos calçar. Já vi gente oferecer até mesmo o calçado que está usando, só para te ver chegar lá, te tirar daquele perigo, amenizar um pouquinho que seja a sua caminhada.

Estas pessoas são aquelas que merecem estar conosco, são elas que entendem que o princípio mais belo da vida é a solidariedade, a troca de experiências, as mãos estendidas e os calçados cedidos, ou mesmo emprestados, mas que nos servem de alívio e de conforto contra um mal capaz de romper os laços que nos mantêm vivos, a solidão.

Sabe o que é mais maravilhoso de ter as mãos estendidas em um momento difícil?

É que naturalmente você sente a necessidade de estender as mãos para alguém, fazer pelo menos metade do que fizeram por você, porque você experimentou o significado frase de Clarice Lispector: “sozinho a gente vai até mais rápido, mas aquele que vai acompanhando, com certeza, vai mais longe”.

Vamos de mãos dadas, ainda que distantes do toque!

Vamos de mãos estendidas, ainda que estejamos sentindo a solidão! Porque ao estendermos as nossas mãos, recebemos de volta o doce sabor do alívio e do conforto, que nos torna aptos a encontrar novos caminhos para lidarmos com tanta emoção…

Por Paloma Almeida

Pedagoga, influenciadora do comportamento resiliente e colunista da Jeito em Gestão – conteúdos on-line.

20 Comentários de

  1. Texto ótimo, refletindo a vida de muitas pessoas de uma forma dita diferente, com termos onde podemos nos identificar, nos vangloriar de saber que há pessoas boas dispostas a ajudar, e conhecermos e diferenciar cada uma delas.

    1. É verdade Carlos, também pensamos que sempre há mãos estendidas, basta que saibamos identificá-las e, para isso, um espaço como este é sempre bom para unir estas boas energias.
      Muito obrigada pela visita!

  2. Perfeito Paloma. Pensei nas mãos que me apoiaram até hoje nesta caminhada. E o quanto ainda posso apoiar. Gratidão por mais está lição. 👏

  3. Nossa …amei tudo a ver …sem mãos estenditas eu não estaria aqui…hoje estendo a minha em retribuição e gratidão por tudo que recebi!! Obrigada amiga por esse texto …muita representatividade pra minha família onde ninguém larga a mão de ninguém!! ❤️👏👏🙌

  4. Texto Maravilhoso!👏🏾👏🏾💝
    Que possamos ter sempre essa generosidade com o próximo,estendendo-lhes as mãos.
    E que sejamos gratos pelas mãos que um dia nos foram estendidas.🙏🏾👏🏾
    Deus abençoe você!🙌🏾♥️😘

  5. Amei! Um jeito muito sensível de ver a vida, a sensibilidade que vez ou outra deixamos de lado por conta da correria do cotidiano.
    Você é incrível Paloma!

    1. Concordamos com você Gabriela!
      Muito obrigada pela visita e pelo carinho com a jovem e talentosa autora, acreditamos nesta corrente de boas energias como sendo a base para um mundo melhor.
      Obrigada por nos visitar! 🙏❤️😊

  6. Lindo texto que tem muito com o que já passamos, caminhos que trilhamos mas tem muito haver com o momento atual.
    Pois mesmo distantes podemos sim nos ajudar…
    #juntossomosmaisfortes… bjusss amiga

  7. Parabéns, Paloma! Amei o artigo,lembrei de muitas experiências de vida que tive e que continuo vivenciando.Gostei muito de vc estabelecer uma relação entre o calçado e as pessoas que aparecem em nossas vida e nos estende as mãos. Foi graças a uma pessoa fazer o mesmo, que hoje estou relizando um sonho que é avançar nos estudos. E que nós possamos também oferecer um calçado,quando surgir em nosso caminho alguém precisando. Vc é muito talentoso!falo isso sem demagogia. Parabéns!!!

    1. Que mensagem carinhosa e importante Lilian!!
      Este compartilhamento é importante para que outras pessoas percebam que existem boas iniciativas, mas as vezes somos tão bombardeados por coisas ruins que nos esquecemos de algumas experiências boas que tivemos.
      Uma linda corrente do bem!
      Obrigada por ter nos visitado! 🙌😊❤️

  8. Texto maravilhoso, mostrando que com apenas um gesto podemos mudar o dia de alguém para melhor.
    Em meio a tantas notícias ruins, podemos fazer a diferença.

  9. Paloma, ser especial é passar por uma experiência positiva ou negativa e a partir daí conseguir transgredir, superar, não se esquecendo dos mais belos ensinamentos que poderá vir dos escritos, porém nada supera a ajuda que vem do nosso próximo. Seu texto tem vida e verdades. Também sou grata a tudo e todos que me estenderam duas velas mãos em todo o meu caminhar. Menina linda não lhe desejo o sucesso, porque ele já está em você. Abraços

Deixe um Comentário